Tag Archives: Fritjof Capra

Mais pensamentos de Fritjof Capra

5 Nov

O pensamento do físico, educador, escritor e filósofo Fritjof Capra a respeito de sua visão sistêmica de mundo já foi compartilhado algumas vezes no blog (aqui e aqui) e mais uma vez voltamos a ele. Nessa entrevista, ele fala um pouco mais sobre sua percepção de um mundo ecologicamente responsável e o que ele anda fazendo para espalhar essa ideia.

Uma das ações é o centro de Eco Alfabetização, com base na Califórnia e ramificações ao redor do mundo; inclusive no Brasil – por meio do Instituto ECOAR. Esta instituição se dedica à Eco Alfabetização: capacitação de educadores para que eles possam transmitir conceitos de ecologia nas instituições de ensino e contextos educacionais em que atuam.

Este vídeo mostra uma entrevista dele para um programa da TV Cultura, onde ele fala, entre outras coisas, sobre as diferenças entre a Ecologia rasa X Ecologia profunda, e finaliza com um pensamento bem interessante de Antonio Gramsci: “Precisamos do pessimismo do intelecto e do otimismo da vontade.”

Anúncios

Permacultura

8 Ago

Já ouviu falar de Permacultura? Ao contrário do que a palavra possa sugerir – algo relacionado a plantio – a ideia é buscar a sustentabilidade em toda e qualquer ação, atividade ou construção que vise uma cultura permanente e que tenha frutos para gerações futuras. Segundo David Holmgren, um dos autores que cunharam o termo, a Permacultura são “paisagens conscientemente desenhadas que reproduzem padrões e relações encontradas na natureza e que, ao mesmo tempo, produzem alimentos, fibras e energia em abundância e suficientes para prover as necessidades locais. As pessoas, suas edificações e a forma como se organizam, são questões centrais para a permacultura.”

A Permacultura não se resume apenas à paisagem, ou técnicas da agricultura orgânica; ou formas de produção sustentáveis e construções eficientes quanto ao uso da energia; ou mesmo ao desenvolvimento das eco-vilas; ela pode [e deve] ser usada para projetar, criar, administrar e aprimorar esses e todos outros esforços feitos por pessoas, famílias e comunidades em busca de um futuro sustentável.

O conceito desenvolvido pela Permacultura é o mesmo defendido por Fritjof Capra e tantos outros, que é a Visão Sistêmica da Vida (já falamos sobre isso aqui no blog). Ou seja, “O que é sustentável numa sociedade não é o crescimento econômico, ou a fatia de mercado, ou qualquer uma dessas coisas, e sim a rede da vida, da qual a nossa sobrevivência depende.”, palavras do próprio Capra.

O conceito por trás da Permacultura pode ser visto com mais clareza através da “Flor da Permacultura”:

A espiral representa o caminho a ser seguido, ou seja, reunir todos estes campos, iniciando em um nível pessoal e local para algo coletivo e global. Algo difícil de se alcançar, mas que beneficiaria a todos nós.

Para conhecer mais sobre a Permacultura: http://permacultureprinciples.com/pt/index.php

Fritjof Capra e o pensamento sistêmico da vida

23 Abr

“O que é sustentável numa sociedade não é o crescimento econômico, ou a fatia de mercado, ou qualquer uma dessas coisas, e sim a rede da vida, da qual a nossa sobrevivência depende.”

Essa é a frase que abre a entrevista da jornalista da Globo News, Elizabeth Carvalho, com o físico, escritor e ativista ambiental, Fritjof Capra. Esse pensamento resume bem o que o autor vem defendendo ao longo de sua vida, desde quando lançou seus best sellers O Tao da Física (1975) e o Ponto de Mutação (1982).

Em todos os seus trabalhos e ações, Capra aponta para o grande paradigma da sociedade atual: um crescimento ilimitado num planeta finito é impossível. Se os recursos são finitos, o ciclo de produção e consumo não pode ser aberto; ele necessariamente precisa ser fechado. Isso significa mudar nossa atual concepção de descarte do que utilizamos e aprender a lição ensinada pela natureza: o que é resíduo de um ciclo é matéria-prima para outro. Essa mentalidade faz parte do pensamento sistêmico da vida; onde todos influenciam o meio ambiente ao mesmo tempo em que sofrem influência dele. Em uma sociedade guiada por esse conceito, não existe lugar para egoísmo e individualismo, apenas a colaboração e a coletividade.

E para disseminar essa mudança de consciência, um processo bastante lento, que envolve gerações e gerações, o autor criou o Center for Ecoliteracy (Centro para Ecoeducação – em tradução livre). Um projeto educacional, focado no ensino do pensamento sustentável e sistêmico. Eles definem o projeto da seguinte maneira:

“Nós acreditamos que a escola tem um papel crucial em nos guiar para além da atual crise do meio ambiente na direção de uma sociedade sustentável. Nós reconhecemos o ensino sustentável como um processo que fomenta a vida abundante em um planeta finito, dando vida ao ensino e aprendizado.”

Através de parcerias com grandes instituições de ensino no mundo, eles estão conseguindo, aos poucos, disseminar as ideias de uma sociedade verdadeiramente sustentável. Sorte para eles!

Assista aqui a excelente entrevista de Fritjof Capra.

%d bloggers like this: